aceleradora de startupsPowered by Rock Convert

Tecnologia e inovação são essenciais para qualquer startup, principalmente porque essas empresas devem crescer de forma escalada, mas mantendo os custos reduzidos para operação. No entanto, para que de fato isso aconteça, o empreendedor iniciante também precisa ficar atento quanto ao desenvolvimento de negócios e gestão.

Por mais que o projeto seja bastante criativo e capaz de proporcionar benefícios para a sociedade, o mercado tem características específicas e que se aplicam a todos os tipos de empresa, independentemente do porte ou da área de atuação.

Assim, é fundamental ter organização e saber como gerenciar o próprio empreendimento para lidar com o excesso de burocracias, as dificuldades de encontrar investidores e outros diversos tipos de desafios. Continue a leitura deste post e confira qual é a importância disso, os passos que devem ser dados e os benefícios que uma aceleradora pode proporcionar para a sua startup!

Entenda a importância do desenvolvimento e da gestão

O início de uma startup exige que o empreendedor seja criativo, dinâmico, comprometido e que esteja disposto a trabalhar duro em prol da própria ideia. No entanto, com o passar do tempo, é imprescindível dar um passo adiante, pensar mais na gestão e aprender como lidar melhor com fornecedores, clientes e com a concorrência.

Além disso, questões jurídicas, contábeis e financeiras surgirão conforme o crescimento da empresa. Sendo assim, ter foco no desenvolvimento de negócios se torna muito relevante — caso contrário, o empreendimento pode parar de crescer ou até mesmo fechar as portas prematuramente.

Para evitar situações desse tipo, algumas práticas devem ser seguidas, como conhecer profundamente os produtos/serviços oferecidos e o mercado de atuação, investir em novas soluções e em tecnologia, acompanhar resultados e estar preparado para imprevistos.

Saiba o que colocar em prática para melhorar

Depois de compreender a importância, é preciso conhecer os passos para efetivamente melhorar o desenvolvimento e a gestão do negócio. Eles podem ser divididos em 6 práticas essenciais, tais como:

Conhecer bem a sua empresa

Você conhece bem a sua própria startup? Para responder a essa pergunta sem gaguejar, é preciso definir de forma adequada os produtos/serviços oferecidos, quais são os clientes e qual é a missão e o propósito da empresa.

Também é fundamental saber quais são os processos para a execução do trabalho em si, controlando o fluxo das tarefas que devem ser feitas e do que efetivamente é produzido. Por fim, é necessário estabelecer metas e as respectivas projeções de crescimento e seus resultados.

Investir em tecnologia

Para uma startup, investir em tecnologia é algo óbvio, não é mesmo? No entanto, a ideia é aplicá-la aos mais diversos processos, tanto para a execução das atividades do dia a dia quanto para a captar recursos. Fazer uso de ferramentas de planejamento como o Slack é uma boa ideia para facilitar a rotina. Se o objetivo é conquistar investidores, saiba que sua startup pode crescer muito por meio de programas de incentivo ou até mesmo participando de uma aceleradora.

Acompanhar os resultados

Já conhece bem o negócio e investiu em tecnologia para melhorar os processos? O próximo passo é acompanhar de perto os resultados das ações implementadas. No caso das startups, isso significa verificar o crescimento da companhia, o número de clientes e a taxa de rejeição. Por conta da agilidade desse tipo de empreendimento, vale a pena observar e registrar esses indicadores mensalmente.

Buscar conhecimento

Mesmo quem tem um profundo conhecimento da área em que atua precisa estar aberto para aprender sempre. Isso serve principalmente para quem tem um negócio e necessita saber mais sobre gestão e desenvolvimento.

Você já ouviu falar em cogestão? Se ainda não, saiba que conhecer essa prática é algo muito valorizado no mercado atual. Associada a outros pontos, a ideia propagada por ela é a de acelerar o crescimento do empreendimento de forma sustentável.

Estar preparado para imprevistos

Problemas e imprevistos fazem parte da jornada do empreendedor de sucesso, mas é fundamental estar preparado para encará-los.

Ter uma base sólida com relação aos valores que norteiam a startup auxilia muito a lidar com situações desse tipo. Por isso, o Business as Mission, por exemplo, proporciona uma diretriz para os negócios. Entre uma série de propósitos, o conceito prega a geração de riqueza sustentável, a criação de empregos e a transformação social.

Contar com o apoio de uma aceleradora de negócios

Contar com o apoio de uma aceleradora também é uma das boas práticas para o empreendedor que almeja um desenvolvimento de negócios mais efetivo.

Essas organizações disponibilizam um programa para a startup crescer de forma rápida e correta. Além disso, elas fornecem as ferramentas necessárias para a expansão de empresas que têm como foco inovação e tecnologia.

Conheça os principais benefícios da aceleradora

Como visto, a aceleradora é ideal para quem deseja sair da estagnação e, ao mesmo tempo, impulsionar a própria startup. Em geral, o programa auxilia a estruturar de uma forma adequada o modelo de negócio para que o projeto saia do papel e se concretize.

Por isso, a aceleração gera uma série de benefícios. Por meio de uma aceleradora você terá contato com mentores que compartilharão experiências e as melhores práticas para a conquista do sucesso. Outra vantagem é com relação ao acesso à educação empreendedora, fundamental na formação de líderes.

Também é importante ressaltar que mesmo compacto (com duração que varia entre 4 e 12 meses), o programa é bastante intenso e focado em resultado.

Na Bluefields, por exemplo, é utilizada uma metodologia reconhecida e aplicada em mais de 750 startups em diversos países, que juntas já captaram investimentos no valor de R$ 57 milhões.

Além disso, o conteúdo apresentado tem como base fundamentos judaico-cristãos, que proporcionam direcionamento ético e moral para que o empreendedor possa tomar as melhores decisões, pautadas no respeito ao outro e na geração de um impacto social positivo.

Agora que você já sabe o que colocar em prática para ter um melhor desenvolvimento de negócios e gestão, leia este post, saiba como desenvolver liderança dentro de uma startup e aprenda como cultivar líderes na sua própria empresa!

Escreva um comentário

Share This