aceleradora de startupsPowered by Rock Convert

Nos últimos trinta anos, muitos conceitos que já estavam enraizados no mercado de trabalho foram redefinidos para se adequarem aos novos tempos. Um deles, por exemplo, era a máxima de que o líder precisava tomar todas as decisões sem pedir ajuda a nenhum colaborador, quem dirá a outra empresa.

Felizmente, esse cenário mudou e ter uma outra companhia como consultora em um modelo de cogestão é uma prática que está sendo cada vez mais valorizada.

Entre os diversos modelos existentes de parceria entre empresas, uma tendência forte é a adoção do modelo de cogestão. Não sabe o que é isso? Então, não deixe de conferir o nosso conteúdo até o fim! Vamos lá?

No que consiste o modelo de cogestão, afinal?

A cogestão é um modelo de trabalho adotado em situações nas quais os empreendedores trabalham em parceria com empresas especializadas em desenvolvimento de negócios — a fim de que o crescimento do produto ou serviço que está sendo criado ocorra de forma mais rápida e sustentável possível.

Por exemplo: uma startup contrata uma empresa especializada em cogestão para acompanhar todos os processos relacionados com a administração do seu negócio, como gestão financeira ou questões relacionadas à liderança.

Fazer uso dessa filosofia de gestão se mostra útil porque pode reduzir, de forma significativa, o tempo e a energia dentro do empreendimento para os itens que não são prioritários.

Quais são as vantagens de utilizá-lo?

Por ser uma prática ainda recente no Brasil, é comum não conhecer os benefícios que a cogestão proporciona nos negócios. Para isso, colocamos, abaixo, três exemplos para entender como o modelo funciona na prática. Acompanhe!

1. Identificação de oportunidades de crescimento

Tendo que se preocupar com diversos fatores ao mesmo tempo, é normal que o empreendedor passe mais tempo resolvendo problemas operacionais do que desenvolvendo planejamentos estratégicos que ajudem o negócio a crescer em médio e longo prazo.

Esse problema deixa de existir quando se trabalha ao lado de uma empresa focada em consultoria, já que olhar para o mercado — seja em busca de boas práticas, seja para entender melhor a concorrência — é uma das principais atribuições da empresa que está trabalhando em conjunto com o seu negócio.

Também existem vantagens para a resolução de tarefas internas, já que a companhia que trabalha em parceria pode indicar ajustes que melhorem os processos sem aumentar os custos pelo serviço.

2. Suporte na tomada de decisões estratégicas

Na maioria dos casos, a primeira vez que um empreendedor tem poder para tomar decisões corporativas importantes é quando ele está no comando da sua empresa. O que faz com que possibilidade de não tomar a melhor decisão — devido à inexperiência ou ao desconhecimento técnico — seja maior.

Quando o profissional conta com a ajuda de uma empresa especializada na sua área de atuação, as escolhas feitas para o seu empreendimento ocorrem com muito mais segurança e tranquilidade — já que a equipe responsável por auxiliar o empreendedor possui mais vivência na área e apresentam soluções com base no mercado e na situação atual da startup.

3. Desenvolvimento de habilidades de gestão

Como já falamos acima, é comum que o empreendedor esteja mais focado em pôr a mão na massa do início do negócio. Só que, à medida que a startup se desenvolve, os conhecimentos sobre gestão e liderança da equipe fundadora são cada vez mais cobrados — e falhar nesses pontos pode trazer muitas dores de cabeça futuras.

Se preocupar com o futuro é uma das tarefas da empresa parceira que ajudará o empreendedor não só a entender a importância de se antecipar ao que acontecerá, como também a apresentar processos e metodologias para que ele se torne um bom líder e administrador.

Em qual momento entra o trabalho de uma aceleradora no processo?

O trabalho realizado entre startup e aceleradora é um exemplo de modelo de cogestão. Como o nome já indica, a aceleradora tem um papel mais consultivo, já que seu objetivo é auxiliar o empreendedor a estruturar o seu negócio para que ele se torne sustentável e atraente do ponto de vista financeiro.

Diferentemente de outras opções de investimentos que as startups podem escolher, as aceleradoras trabalham em parceria com as equipes, analisando diversos aspectos que influenciam no desenvolvimento do negócio. Veja!

Estrutura

Durante o período em que sua empresa estiver participando da aceleração, todo o seu negócio será analisado pela equipe responsável pelo processo.

Essa equipe orientará você sobre as melhores práticas que ainda não foram adotadas e que são essenciais para o sucesso do seu empreendimento — como o aperfeiçoamento do discurso de venda e a gestão do balanço financeiro.

Networking

As aceleradoras costumam trabalhar no modelo de turmas, reunindo empresas com diferentes históricos e modelos de negócio.

Ao ter contato com realidades distintas da sua, a consultora parceira pode tanto abrir a sua mente para novas perspectivas de negócio como trazer lições de mercado dos outros empreendimentos que possam ser valiosas para o seu futuro.

Mediação

Em um fluxo virtuoso, a aceleradora investe em empresas com grande potencial, revisa os principais aspectos para o seu crescimento e, posteriormente, a encaminha ao seu próximo estágio de crescimento — que, em geral, é o contato com algum investidor que tenha interesse em realizar parceria com o negócio.

Dentro de um processo desses, as startups participantes saem do período de aceleração com o próximo movimento já em vista — e isso, certamente, gera mais segurança.

Como saber se a cogestão é um modelo indicado para o seu negócio?

Do início até o break even, uma startup passa por diversas fases nas quais contar com o auxílio externo pode fazer toda a diferença para que o produto ou serviço em questão consiga contornar suas fraquezas e potencializar suas forças.

Em outras palavras: ter uma empresa parceira desde o início da operação seria o mundo ideal.

Se interessou pelo modelo de cogestão e gostaria de saber mais sobre como ele funciona na prática? Então, entre em contato conosco e apresente o seu negócio e o estágio no qual ele se encontra atualmente. Teremos o maior prazer em ajudá-lo!

Escreva um comentário

Share This