aceleradora de startupsPowered by Rock Convert

Não importa o quanto a sua ideia é inovadora e genial. Sem planejamento, ela não vai sair do papel e gerar lucro. Por este motivo, é importante definir o modelo de negócios para que as startups alcancem as suas metas e objetivos. Essa ação é vital para quem precisa se organizar melhor e fazer a empresa crescer.

Estabelecer um modelo de negócios para startups ajuda a determinar se existem pessoas interessadas em pagar pelo produto ou serviço oferecido, quais serão os investimentos iniciais, as despesas fixas, os concorrentes e as projeções para o crescimento.

E saiba que esta etapa é imprescindível para quem deseja ser um empreendedor de sucesso. Neste artigo, vamos mostrar como fazer planejamento de maneira prática e eficaz.

Qual é a importância do modelo de negócios para startups?

Sem determinar um modelo de negócios, a startup pode até fechar as portas. Uma pesquisa feita pelo Sebrae mostrou que uma das razões para a falência de empresas iniciantes é a falta de planejamento.

Em média, as que continuam ativas gastaram onze meses desenvolvendo o projeto antes de abrir o negócio. Já as que faliram, fizeram esse processo em apenas oito meses.

Além disso, o planejamento é crucial para a empresa começar na hora certa. Uma análise americana divulgada no Ted Talks indicou que o timing perfeito é o principal fator de sucesso de uma startup.

Como desenvolver um planejamento de forma eficaz?

Depois de entender o quanto um modelo de negócios é crucial, o passo seguinte é descobrir como colocá-lo em prática de uma maneira eficaz. Para isso, 4 pontos precisam ser definidos:

1.      Domine o negócio

Você tem uma ideia e quer fazê-la funcionar? Estude o mercado em que pretende atuar e invista em educação empreendedora. Essas ações são úteis para a abertura e o desenvolvimento da startup. Adquirir conhecimento de forma contínua é necessário para estar atendo às novidades e para enfrentar desafios.

2.      Defina o produto ou serviço oferecido

Determine de forma clara e objetiva qual é o produto ou serviço oferecido. Isso é importante para que as ações em prol da startup estejam sempre focadas. A partir dessa definição, fica mais claro saber quais os recursos necessários para que o negócio funcione.

3.      Verifique a demanda

Observe o mercado e verifique qual é a demanda pelo produto ou serviço que a empresa vai oferecer. Parece óbvio, mas lembre-se: de nada adianta uma solução genial sem clientes interessados em comprá-la.

4.      Saiba captar investimento

Buscar recursos financeiros é fundamental para o início de qualquer negócio. Investimento anjo, sócios, crowdfunding, Capital Ventures e programas federais são algumas das formas de captar dinheiro para as startups.

Quais são os modelos de negócios?

Existem diversos modelos para determinar um plano de negócios para startups e eles que podem auxiliar a criar um fluxo de desenvolvimento, com divisão de metas, ações e tarefas. Os mais conhecidos são o Canvas, o MAT e o Pirâmide.

No entanto, uma dica certeira é buscar programas de aceleração que, por meio de um ambiente colaborativo, ajudam o empreendedor a desenvolver o negócio de uma forma mais rápida do que se fizesse sozinho.

Entendeu como fazer um planejamento eficaz para o seu negócio? Agora, curta nossa página no Facebook ou inscreva-se no nosso canal no YouTube e fique por dentro das novidades para fazer sua startup crescer! 

Escreva um comentário

Share This