Manter as finanças em ordem é um dos principais requisitos para promover a saúde de uma empresa. Nesse sentido, controlar o fluxo de caixa para startup é fundamental para otimizar o gerenciamento dos seus recursos financeiros — fator indispensável para assegurar desde o pagamento das contas até a sua lucratividade.

Mais do que uma ferramenta para gerir finanças, o fluxo de caixa também é um importante aliado para a tomada de decisão, organização e identificação de necessidades de investimentos, cortes de gastos, redefinição de processos ou realocação de recursos.

Quer garantir o desenvolvimento saudável da sua startup? Confira, abaixo, como fazer o fluxo de caixa com maior eficácia!

Entenda o que é fluxo de caixa

Antes de qualquer coisa, é preciso compreender que, apesar do nome, o fluxo de caixa considera não só o dinheiro, mas também os demais recursos disponíveis, como contas-correntes e aplicações feitas a curto prazo.

O uso dessa ferramenta é crucial para a gestão de qualquer negócio e aponta a disponibilidade de recursos para um determinado período.

Esse processo pode ser feito com o uso de um software de gestão ou planilha eletrônica, bastando registrar todos os valores referentes a startup, como saídas representadas pelas contas a serem quitadas, pagamento de fornecedores e salário, e valores de entradas, como os recebidos de clientes e outras receitas

A partir dessa análise, você toma ciência dos recursos disponíveis para aplicar na empresa, utilizando-os conforme as suas necessidades.

Faça uma projeção de caixa

A projeção de resultados do fluxo de caixa permite que o empreendedor saiba antecipadamente se terá disponibilidade financeira para um período futuro. Para tanto, há que se estudar os dados históricos, fazendo projeções e cálculos estatísticos, de quais serão as suas entradas e saídas.

startupPowered by Rock Convert

Além de auxiliar no entendimento de como será a situação financeira da startup nos próximos meses, a projeção ajuda a identificar sobras financeiras que possam ser utilizadas para criação de reservas. Também mostra a necessidade de algum financiamento ou empréstimo para a manutenção da empresa.

Estabeleça um acompanhamento diário

O acompanhamento diário do fluxo de caixa é essencial para evitar surpresas. Com isso, você pode se planejar e, consequentemente, antever situações complicadas e tomar as decisões certas antes mesmo que elas aconteçam.

Portanto, todos os dias, atualize os dados financeiros da sua planilha. Essa prática possibilita um controle mais eficiente dos seus clientes, visto que é possível saber se eles estão pagando ou não as suas dívidas em dia. Dessa forma, pode-se realizar ações pontuais para resolver as inadimplências.

Registre todas as contas a pagar e receber

A correta organização das contas a pagar e receber evita o acúmulo de dívidas e ameaças à saúde financeira da startup. Ao perceber clientes inadimplentes, você pode propor negociações que facilitem o recebimento das contas.

Sem falar que, o controle das dívidas a serem pagas impede a ocorrência de multas e juros provenientes de atrasos. Outro elemento que deve ser considerado são as compras e vendas parceladas, que precisam ser registradas no momento em que os valores são recebidos e pagos, e começam a fazer parte das suas finanças efetivamente.

Cuidado com os cheques pré-datados, estes deverão ser contabilizados apenas nas datas em que saírem das suas contas-correntes ou forem compensados.

O sucesso de um empreendimento depende da atenção com diversos aspectos, sendo o fluxo de caixa para startups um dos mais relevantes, uma vez que influencia diretamente no seu equilíbrio financeiro. Por isso, é uma ferramenta obrigatória para a sua gestão.

Gostou desse post? Tem alguma dúvida? Deixe o seu comentário aqui embaixo para que possamos ajudar você!

Escreva um comentário

Share This