Como desenvolver sua empresa com valores e princípios cristãos?
aceleradora de startupsPowered by Rock Convert

Vivemos uma realidade capitalista selvagem, em que cada pessoa tem que se preocupar, a todo momento, em mostrar resultados melhores do que os de seus colegas e concorrentes. Muitas vezes, isso faz com que as pessoas se tornem individualistas e, eventualmente, desprovidas de qualquer sentimento pelo próximo. Por isso, estabelecer uma empresa cristã que preza os princípios coletivos se torna um grande desafio para qualquer gestor.

Geralmente, executivos das mais diversas áreas são acostumados a não dar atenção a valores e premissas espirituais nas suas companhias, principalmente em função da agenda atribulada (eles dizem que são tão ocupados que não tem tempo nem para a família) e da pressão por resultados de produtividade e financeiros.

Esses administradores carregam uma carga imensa de responsabilidade imensa e, muitas vezes, se preocupam apenas em obter benefício próprio, sem se importar se alguém (ou algo) será prejudicado por suas decisões e ações. Apesar dessa realidade dolorosa, há pessoas que estão, cada dia mais, se importando com o bem-estar coletivo, pessoal e social, ou seja, com a solidificação de valores cristãos na gestão do seu negócio.

Se você está interessado em integrar esse grupo, confira fundamentos cristãos que podem ser seguidos para uma boa ambientação e convivência entre os seus colaboradores e sócios e que te ajudarão a formar uma empresa cristã.

Princípio do trabalho

Comumente nos deparamos com empresas que praticam atos ilícitos e desprovidos do senso de humanidade. A Bíblia diz que as leis que regem o valor do trabalho são tão certas que nenhum indivíduo que continue – ou sinta prazer em tais práticas errôneas – será capaz de manter o sucesso ou poder por muito tempo.

Esses ensinamentos afirmam que os três pilares para seguir no caminho certo são: dedicação, confiança e persistência. Isso significa que, além de estimular o seu funcionário a acreditar em si mesmo, você deve mostrar que o esforço para executar a tarefa, a disposição para enfrentar os obstáculos e as atitudes tomadas ditarão o caminho para a vitória para ele e para a empresa.

Princípio da honestidade

Considerado como um dos pilares basilares para uma estruturação com base em valores sólidos, a honestidade deve ser trabalhada tanto quanto a necessidade de agir com sabedoria, persistência e competência no serviço (valores já bastante comuns no âmbito empresarial).

Além disso, quem se tornou “escravo do dinheiro” precisa se libertar, enxergando-o apenas como um objeto necessário à sobrevivência e não como o seu “deus”.

Outras práticas, como a mentira, fraudulências e traições, levam a pessoa ao fracasso, mais cedo ou mais tarde, trazendo geralmente, como consequências, a perda total de seus bens e anulação do efeito das conquistas.

Princípio da liderança

Para que consigamos galgar patamares e, consequentemente, vencer na vida, é preciso liderança.

E liderar significa liderar a si mesmo em primeiro lugar, pois se as palavras movem as pessoas, os exemplos arrastam multidões. Assim, quem fizer parte da sua equipe, certamente seguirá seus passos e se espelhará no que você foi, é e será um dia.

O mais interessante é que essa valorização somente é conquistada com confiança, caráter, comunicabilidade e respeito pelos colegas de equipe, atributos que pessoas de má índole nunca terão ou alcançarão com suas ações que geralmente minam a carreira alheia para beneficiar a delas e, quando possível, o negócio.

Princípio da sabedoria

A sabedora é a base, o chão, o pilar para quem almeja um dia ser bem-sucedido na vida. Por meio de estratégias bem executadas, planos organizados e despesas pagas em dia, é que se obtém o resultado pretendido. Isso facilita o fluxo de decisões e o direcionamento estratégico do seu negócio com base cristã.

Esses fundamentos devem compor a edificação da empresa, ser o alicerce dos alicerces, aquilo que sustenta toda a história e trajetória de grandes líderes.

Deu para perceber como aplicar valores e leis cristãs em um negócio é algo que todos nós podemos fazer, independente de religião ou credo? Afinal, somente quem é justo e correto prosseguirá no caminho dos vencedores.

Gostou do post? Quer receber mais materiais exclusivos úteis como esse? Então, assine nossa newsletter e fiique por dentro de tudo que acontece no mundo empresarial!

1 Comment

Escreva um comentário

Share This