Categoria

Business as Mission

Categoria

Kingdom Business: o que é e quais seus benefícios aos negócios?

Ainda pouco conhecido no Brasil, o termo Kingdom Business, em português ‘’Negócios do Reino’’, tem sido cada vez mais difundido ao redor do mundo. Essa modalidade empresarial consiste em empresas que trabalham a partir de preceitos cristãos, de modo a influenciar mudanças dentro da comunidade em que atuam, transformando as pessoas e a sociedade no geral. Apesar de ter sido concebido com base na Bíblia, esse conceito é amplo e benéfico até mesmo para os empreendedores que não são religiosos — isso porque se trata de um modelo que propõe desde criatividade até excelência no serviço prestado. Está montando a sua startup e quer impactar o mercado positivamente? Confira, abaixo, quais são as vantagens do Kingdom Business para o seu empreendimento! Desenvolve os colaboradores até o máximo potencial Uma empresa do Reino tem como objetivo se expandir continuamente, visando beneficiar cada vez mais pessoas. Por isso, um dos princípios desse…

Gestão ética: como instituí-la na administração de sua startup?

Quem é empreendedor sabe que existem inúmeros fatores relacionados com a boa administração da startup. A construção de uma gestão ética é um dos principais. Ela deve ser bem trabalhada e aplicada para evitar o surgimento de corrupção e fraudes, que podem prejudicar — e muito! — o desempenho e sucesso do negócio. Porém, como criar e implementar os valores e princípios que deverão nortear as ações de todos os envolvidos no empreendimento? Existem diversas formas, mas é importante, antes de tudo, compreender o significado de ética. Muito falada quando está em falta, ética é uma palavra de origem grega que engloba um “conjunto de princípios, valores e normas morais e de conduta”, tanto de uma pessoa quanto de um grupo. Além disso, ela também quer dizer “aquilo que pertence ao caráter”. Como é possível observar, ética não é sinônimo de lei, já que ela não pode ser imposta. Ao contrário, podemos…

Business as Mission: conheça o conceito e seus propósitos

Já imaginou montar uma startup, ser um empreendedor de sucesso e impactar, de maneira positiva, a sociedade? Se a sua resposta é sim, saiba que existe uma forma de colocar a ideia em prática! Utilizando o conceito de Business as Mission, é possível construir um negócio que proporcione benefícios sociais, econômicos e ambientais por meio da aplicação de valores e princípios cristãos. Traduzido para o português, o termo corresponde à junção das palavras “negócios” e “missões”. Ao longo da história, a combinação delas foi usada de diversas formas pela igreja. No entanto, com a globalização e os avanços tecnológicos, o sentido está mais ligado ao chamado para os fiéis integrarem as práticas e metas empresariais com a divulgação do evangelho no mundo. Quer descobrir como isso pode ser aplicado no seu empreendimento? Siga com a leitura abaixo e descubra! Afinal, o que é Business as Mission? Business as Mission (BaM) tem…

Missão Empresarial: quais os resultados do Business as Mission?

Muitos profissionais e líderes espirituais utilizam o termo Business as Mission (BaM) ou Missão Empresarial, que consiste numa atividade econômica legítima desempenhada por um profissional que se doa como um veículo para compartilhar o amor de Cristo. Uma empresa BaM deve: ser lucrativa e sustentável; criar empregos e riqueza local; produzir capital espiritual. Quando tudo está indo bem, é fácil. Mas é muito difícil ser cristão quando surgem desafios, principalmente no âmbito do trabalho, quando a fé e a resiliência são colocadas à prova. Por outro lado, é nesse contexto que surgem as oportunidades de mostrar o quanto Deus é relevante na vida empreendedora. O objetivo deste artigo é explicar o conceito e o impacto do movimento Missão Empresarial na sociedade. Boa leitura! Quais os pilares da Missão Empresarial (BaM)? O BaM pode acontecer em todos os locais de trabalho em que se realiza o empreendedorismo. Três proposições podem ajudar a justificá-lo: A pureza do…

Como desenvolver sua empresa com valores e princípios cristãos?

Vivemos uma realidade capitalista selvagem, em que cada pessoa tem que se preocupar, a todo momento, em mostrar resultados melhores do que os de seus colegas e concorrentes. Muitas vezes, isso faz com que as pessoas se tornem individualistas e, eventualmente, desprovidas de qualquer sentimento pelo próximo. Por isso, estabelecer uma empresa cristã que preza os princípios coletivos se torna um grande desafio para qualquer gestor. Geralmente, executivos das mais diversas áreas são acostumados a não dar atenção a valores e premissas espirituais nas suas companhias, principalmente em função da agenda atribulada (eles dizem que são tão ocupados que não tem tempo nem para a família) e da pressão por resultados de produtividade e financeiros. Esses administradores carregam uma carga imensa de responsabilidade imensa e, muitas vezes, se preocupam apenas em obter benefício próprio, sem se importar se alguém (ou algo) será prejudicado por suas decisões e ações. Apesar dessa…